“O precursor das águas”. É este o significado do nome de Yamandu Costa, uma importante referência quando o assunto é o violão de sete cordas, que traz contrapontos harmônicos e melodiosos ao violão de seis. O músico se apresenta na próxima sexta (19/02), às 20h, na Sala Cecília Meireles, dentro da série Petrobras Sala Jazz.  O artista é uma das maiores referências mundiais do violão de sete cordas e uma grande inspiração para a jovem geração.

No recital, o violonista faz um passeio por suas próprias composições, incluindo sucessos como Sarará, Mexidão,Luciana e Choro de Natal. Depois da apresentação no Rio, Yamandu segue para os Estados Unidos em abril, onde faz turnê por Boston, Nova York, São Francisco e Austin. Ao longo de sua carreira, o músico já se apresentou em cerca de 40 países.

Yamandu Costa ganhou vários prêmios nos últimos anos e possui uma discografia muito extensa, além de variada, e se apresenta regularmente com orquestras prestigiosas e regentes consagrados, executando peças de sua autoria escritas em parcerias com orquestradores (Paulo Aragão e Elodie Bouny).

 

Com informações da Secretaria de Cultura do Rio e da Sala Cecília Meirelles