A comédia dramática “Truman” foi a grande vencedora do prêmio Goya do cinema espanhol, no último  sábado, em Madri. Indicado em seis categorias, o filme conquistou cinco prêmios: melhor filme, melhor diretor, melhor roteiro original, melhor ator principal e melhor ator coadjuvante.

Dirigido pelo espanhol Cesc Gay, o filme conta a história de “Julián”, um ator argentino que vive em Madri e sofre de câncer em fase terminal. Durante quatro intensos dias, ele recebe a visita inesperada do amigo “Tomás”, oriundo  do Canadá, que o acompanha na difícil decisão de abandonar o tratamento e antecipar a morte. Mas antes, terá que encontrar um novo dono para “Truman”, o cão de Julián.

O prêmio de honra foi para o veterano diretor e roteirista espanhol Mariano Ozores, por “uma carreira vasta e sólida dedicada à comédia, e por  fazer rir, em quase uma centena de filmes, várias gerações de espanhóis.”

Confira os vencedores das principais categorias da 30ª edição do Goya:

– Melhor filme: “Truman”, de Cesc Gay
– Melhor direção: Cesc Gay, por “Truman”
– Melhor filme ibero-americano: “O Clã” (Argentina), de Pablo Trapero
– Melhor filme europeu: “Cinco Graças” (França), de Deniz Gamze Ergüven
– Melhor interpretação masculina: Ricardo Darín, por “Truman”
– Melhor interpretação feminina: Natalia de Molina, por “Techo y Comida”
– Melhor ator coadjuvante: Javier Cámara, por “Truman”
– Mejor atriz coadjuvante: Luisa Gavasa por “La Novia”
– Melhor ator revelação: Miguel Herrán, por “A Cambio de Nada”
– Melhor atriz revelação: Irene Escolar por “Un Otoño sin Berlín”
– Melhor canção original: “Palmeras en la Nieve”, de Lucas Vidal e Pablo Alborán
– Melhor roteiro original: Cesc Gay e Tomàs Aragay, por “Truman”
– Melhor roteiro adaptado: Fernando León de Aranoa, por “Um Dia Perfeito”
– Goya de honra: Mariano Ozores

 

‘Truman’ – Trailer oficial