Mais de dez espetáculos teatrais estão em cartaz nas lonas, arenas e areninhas cariocas nas zonas Norte e Oeste, em maio. A lista de atrações, gratuitas ou a preços populares, inclui espetáculos consagrados como A Descoberta das Américas, com Julio Adrião, e Anti-Nelson Rodrigues, dirigido por Bruce Gomlevski, totalizando quase 40 sessões teatrais de espetáculos adulto e infantil. Entre as atrações para as crianças estão o musical Bisa Bia, Bisa Bel e três espetáculos da Pandorga Cia. de Teatro, com direção de Cadu Cineli. Completa a lista de atrações teatrais as peças 3 Dias ou Menos, Agreste Malvarosa,Antologia do Remorso, Um Griot no Meu Bairro e Jacques e a Revolução ou Como o Criado Aprendeu as Lições de Diderot. Confira as datas e horários.

3 DIAS OU MENOS. A Cia. Sala Escura de Teatro se debruça sobre uma realidade que assombra o dia-a-dia de milhares de brasileiros: o comércio ilegal de armas de fogo e suas consequências. “3 Dias ou Menos” foca no cotidiano de cinco jovens, cujas vidas se conectam através de um mesmo revólver que circula ilegalmente pelo Brasil. O público acompanha a trajetória desta arma, passando pelos crimes cometidos com ela, até chegar às mãos de uma mulher que a compra para se defender. Diretor da companhia e responsável pelo texto e direção de “Três Dias ou Menos”, Iuri Kruschewsky busca, na realidade das ruas, a matéria-prima para seu novo espetáculo. O público pode esperar, além dos questionamentos naturais ao tema, doses elevadas de suspense. O espetáculo também passa por escolas municipais nos dias 3, 10, 17, 24, 28 e 31. Classificação 12 anos.
Lona Cultural Municipal Terra (Guadalupe). Sexta (6), 17h e 19h. Grátis.
Arena Carlos Roberto de Oliveira Dicró (Penha). Sexta (13), 16h e 19h. Grátis.

AGRESTE MALVOROSA. O espetáculo conta a história de um casal de lavradores que descobre o amor mas pressente que algo de perigoso paira sobre eles. Depois de vinte e dois anos de casados, a esposa compreende o porquê, ao perder subitamente o marido. Essa poderia ser mais uma história de amor, não obstante a crueldade despertada pela descoberta reveladora. Classificação: 12 anos.
Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha (Pedra de Guaratiba). Terça (3), 19h.
Lona Cultural Elza Osborne (Campo Grande). Quarta (4), 19h30.
Lona Cultural Carlos Zéfiro (Anchieta). Sexta (6), 19h.
Lona Cultural Sandra de Sá (Santa Cruz). Terça (10), 19h.
Lona Cultural Jacob do Bandolim (Jacarepaguá). Quarta (11), 19h.
Lona Cultural Terra (Guadalupe). Quinta (12), 15h.
Arena Carioca Fernando Torres (Madureira). Sábado (14), 20h.
Arena Carioca Jovelina Pérola Negra (Pavuna). Terça (17), 19h30.
Areninha Carioca Gilberto Gil (Relengo). Quarta (18), às 15h
Arena Carioca Dicró (Penha). Domingo (29), 17h.

ANTI-NELSON RODRIGUES. Penúltima peça do dramaturgo Nelson Rodrigues, a tragicomédia inspira reflexão sobre o comportamento familiar, numa trama de assédios, ameaças, ciúmes e poder. Numa montagem realista, contundente, ácida, ágil e irônica, narra a história de Oswaldinho, filho de Tereza e Gastão, um jovem mimado pela mãe e desprezado pelo pai. Inescrupuloso, ladrão, mentiroso e mulherengo, se torna dono de uma das fábricas do pai e se apaixona por uma funcionária recém-contratada, a jovem e incorruptível Joice. Direção de Bruce Gomlevski. Com Sergio Fonta, Samir Murad, Anderson Cunha, Luiza Maldonado, Juliana Teixeira, entre outros. Classificação: 16 anos.
Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha (Pedra de Guaratiba). Quarta (4) e quinta (5), 19h. Grátis.
Arena Carioca Fernando Torres (Madureira). Sábado (21) e domingo (22), 19h. Grátis.
Arena Carioca Dicró. (Penha). Quinta (26) e sexta (27), 19h. Grátis.
Lona Cultural Carlos Zéfiro (Anchieta). Sábado (28) e domingo (29), 19h. Grátis.

ANTOLOGIA DO REMORSO. Criada a partir de contos escritos por Flávia Prosdocimi, a peça apresenta casos de violência, discutindo a degradação das relações cotidianas. O espetáculo tragicômico apresenta dramas pessoais que se constroem e se dissipam rapidamente aos olhos do público. Direção de Daniel Belmonte. Classificação: 14 anos.
Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha (Pedra de Guaratiba). Sábado (7), 19h.
Arena Carioca Jovelina Pérola Negra (Pavuna). Quarta (11), 19h.
Lona Cultural Sandra de Sá (Santa Cruz). Quinta (12), 15h.
Lona Cultural Carlos Zéfiro (Anchieta). Sexta (13), 19h.
Lona Cultural Terra (Guadalupe). Quinta (19), 19h.
Areninha Carioca Gilberto Gil (Realengo). Quarta (25), 15h.

BISA BIA, BISA BEL. O musical conta a história da relação imaginária da menina Isabel e sua bisavó Bia, que ela não conheceu. Na história, Isabel aprende a lidar consigo mesma no convívio imaginário com sua bisavó e sua bisneta. O espetáculo tem como ponto de partida um grupo de cinco crianças que, juntas, leem o clássico de Ana Maria Machado. A partir daí, o livro ganha vida no palco através de canções e jogos, onde os amigos brincam e interpretam os personagens. Classificação: Livre.
Arena Carioca Fernando Torres (Madureira). Sexta (13), 19h. Grátis.
Arena Carioca Dicró. (Penha). Sábado (28), 16h. Grátis.

A DESCOBERTA DAS AMÉRICAS. Adaptado e interpretado por Julio Adrião, o monólogo conta a história de Johan Padan, um sujeito que narra os fatos que se sucederam lá pelos idos de 1492, quando embarcou em Sevilha na caravela de Cristóvão Colombo. O malandro e fanfarrão se vira contando vantagens, sempre em fuga da fogueira da Inquisição. Inspirado no texto do dramaturgo italiano Dario Fo. O projeto passa ainda pelo Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian, nos dias 13 e 14 de maio, e pela Biblioteca Parque Estadual, nos dias 6 e 7 de maio. Direção: Alessandra Vanucci. Classificação: 14 anos.
Areninha Carioca Hermeto Pascoal (Bangu). Quinta (5), 15h. Grátis.

UM GRIOT NO MEU BAIRRO. Utilizando referências do estudo da história das etnias que formaram o povo carioca, o griot fará uma ponte entre passado e presente através de contação de história que une música, teatro, bonecos e outros elementos cênicos. A riqueza da nossa cultura, sob o ponto de vista de cada bairro. Direção de Haroldo Costa. Classificação: Livre.
Arena Carioca Dicró (Penha). Quinta (19), 15h.

JACQUES E A REVOLUÇÃO OU COMO O CRIADO APRENDEU AS LIÇÕES DE DIDEROT. Jacques e o empresário passam em revista as suas próprias histórias, ambições e derrotas. O público é colocado diante de uma dialética envolvendo dominador e dominado, como se fosse um destino, no qual há trânsito e alternância de posições. Quem estava por baixo vê-se por cima e vice-versa. Com Abílio Ramos, Flávia Fafiães, Katia Iunes e Luiz Washington. Texto de Ronaldo Lima Lins e direção de Theotonio de Paiva. Classificação: Livre.
Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha (Pedra de Guaratiba). Sexta (6), 19h.
Areninha Carioca Gilberto Gil (Realengo). Sexta (13), 19h.
Arena Carioca Dicró (Penha). Sexta (20), 20h.

PANDORGA CIA DE TEATRO. A Pandorga Cia. de Teatro circulará pelas Arenas Dicró e Jovelina com três espetáculos do seu repertório: “O Menino Que Brincava de Ser”, “Cabeça de Vento” e “Juvenla Pita e o Velocípede”. São abordados, nos espetáculos, temas como bullying, diversidade, infância, memória, perda, luto e morte. Classificação: Livre.
Arena Carioca Dicró (Penha). Quinta (5) a sábado (7), 14h e 16h. R$ 10,00.

FÁBRICA DE CHOCOLATE. A peça aborda a tortura nos porões da ditadura militar no Brasil (1964-1985). O texto foi escrito por Mario Prata, em 1979, a partir de um fato real: o assassinato sob tortura do jornalista Vladimir Herzog, em 1975. A morte causou comoção pública e contribuiu para o fim do regime. Texto de Mario Prata e direção de Luiza Furlanetto. Classificação: 14 anos.
Lona Cultural Municipal Jacob do Bandolim (Jacarepaguá).Quinta (5), às 15h. Grátis.

A JORNADA DE KIM. Em turnê desde abril do ano passado, foram 60 apresentações em quase dez cidades. Desde a estreia, a produção do espetáculo recebe fotos de crianças que, em casa, começam a criar seus próprios bichinhos usando partes do corpo. Por isso, em 2015, o grupo estreou também uma oficina de teatro de animação com uma versão para crianças e outra para atores. Direção Diogo Villa Maior. Classificação: livre.
Lona Cultural Municipal Jacob do Bandolim (Jacarepaguá). Sexta (6) e domingo (8), às 14h e 16 h (duas apresentações)

POR GENTILEZA.O espetáculo recria de forma lúdica, por meio de mímica, músicas e bonecos, o ideário de vida e os ensinamentos de José Datrino, o conhecido Profeta Gentileza. “Gentileza gera gentileza” é um dos lemas mais conhecidos do profeta que, após testemunhar o incêndio do Gran Circus em Niterói, em 1961, passou a pregar e a escrever em muros da cidade mensagens de solidariedade, cordialidade e paz entre os homens. Texto de Leila Carvalho e Josué Soares. Direção de Josué Teixeira Soares. Classificação: livre.
Lona Cultural Municipal Jacob do Bandolim (Jacarepaguá). Sexta (13), às 10h e 14h30 (duas apresentações)

LASANHA E RAVIOLI IN CASA E NO AR COM LASANHA E RAVIOLI.O projeto contempla duas sessões infantis de dois espetáculos diferentes, “Lasanha e Ravioli in Casa” e “No Ar com Lasanha e Ravioli”, sendo uma de cada, e uma oficina de Clown em dez espaços diferentes, entre lonas e arenas. Toda a programação é gratuita. Classificação: livre.
Lona Cultural Municipal Jacob do Bandolim (Jacarepaguá). Terça (24), às 14h, quarta (25) e terça (31), às 10h30. Grátis.