De projeção internacional, com experiência respeitável como regente à frente de orquestras como a Royal Philharmonic de Londres, a Orchestre de la Suisse Romande e a Orchestre National de la Radiodiffusion Française, entre outras, o compositor e pianista pernambucano Marlos Nobre completa 75 anos de idade em plena atividade musical.

Além de continuar seu trabalho como compositor de forma intensa, ele se divide hoje entre Rio e Recife, sua cidade natal, onde trabalha na reestruturação da Orquestra Sinfônica do Recife.

Quando assumiu a orquestra ano passado, a mesma estava desmotivada e sem a mínima estrutura. Entre as mudanças conquistadas ele conseguiu contratar novos instrumentistas e aumentar, com gratificações, os salários dos músicos que eram muito baixos. O desafio continua com muitos ensaios e reuniões na capital pernambucana e para isso Marlos abriu mão de vários compromissos agendados.

Em homenagem aos seus 75 anos de glórias musicais, Marlos ganhou matéria de capa na revista Concerto, o guia mensal de música clássica.

Publicado em Coluna da Hilde Por Hildegard Angel