Jon Fosse ficcionaliza em ‘Melancolia’ a vida de Lars Hertervig, um dos grandes pintores século XIX

 

A Editora Tordesilhas lançou no Brasil, no final de 2015, “Melancolia”, obra do poeta, dramaturgo e romancista norueguês Jon Fosse. O livro transforma em ficção a história de um dos principais pintores paisagistas da Noruega, Lars Hertervig.

autoretrado Lars Hertervig literatura e pintura cultura log julio amado

Retrato de Lars Hertervig por Niels Bjørnsen Møller de 1851.

Lars Hertervig (1830 – 1902) foi um pintor norueguês. Sua obra de estilo semi-fantástico é considerada como um dos melhores momentos da pintura norueguesa

Oriundo de uma família humilde, Hertervig estudou pintura na Academia de Artes de Düsseldorf. Em 1854, sofre um colapso mental temporário e em outubro de 1856, dá entrada em um asilo.

Seus últimos 30 anos de vida foram de fortes problemas financeiros e por conta disso tinha condições de pintar com óleo sobre tela. Várias obras deste período são aguarelas e gouache no papel. Sua descoberta artística foi póstuma, com uma exposição em 1914, no Jubileu de Kristiania (atualmente Oslo), doze anos após sua morte.

 

A estreia de Jon Fosse como escritor  foi em  1983 com o romance Raudt, svart (Vermelho, preto). A sua primeira peça de teatro, Og aldri skal vi skiljast, foi encenada e publicada em 1994. Fosse escreveu romances, contos, poesia, livros infantis, ensaios e peças de teatro. As suas obras foram traduzidas para mais de 40 idiomas. No Brasil sua peça “Um Dia de Verão” foi encenada com atuação da atriz Renata Sorrah, dirigida por  Monique Gardenberg e tradução de Lya Luft.

No livro, Lars Hertervig é um jovem norueguês de origem humilde que, graças à ajuda de um mecenas, estuda arte em Düsseldorf, na Alemanha. Porém, Hertervig padece devido a transtornos psíquicos, como uma profunda insegurança, obsessões sexuais e delírios. Em uma prosa envolvente,  Jon Fosse descreve em Melancolia um dia de crise e a sua repercussão anos mais tarde na vida do próprio Hertervig, e mais de um século depois na vida de um escritor inspirado pela obra do artista.

A editora Tordesilhas vem investindo constantemente na literatura nórdica contemporânea, tendo já publicado  no Brasil títulos de Jo Nesbo (O último homem bom), Carsten Jensen (Nós, os afogados) e John Ajvide Lindqvist (Melodia do mal), entre outros.


 

MELANCOLIA

Autor: Jon Fosse
Tradução: Marcelo Rondinell
Editora: Tordesilhas ( 408 págs)