Imamaru Hayashiya apresenta o Kamikiri (arte de cortar papel) no TED Tóquio, em 2010. Ele é mestre de Hana Hayashiya, que apresenta a mesma arte na Sala Cecília Meireles  (Foto: Divulgação/TEDxTalks )

A cultura japonesa pede passagem e aporta na tradicional casa de concerto carioca, a Sala Cecília Meireles. Nesta quarta-feira (16), a partir das 20h, o espaço da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) recebe oTeatro Clássico Japonês de Variedades. O evento será composto por apresentações de Rakugo (contação de histórias cômicas), Daikagura (malabarismo) e Kamikiri (arte de cortar papel).

Para as apresentações, três renomados artistas que se destacam mundo afora por preservar a cultura popular japonesa dividem o palco da Sala. A contação de histórias fica à cargo de Charaku Sanshotei, que tem mais de 50 anos de experiência. Sentado em uma pequena almofada, Sanshotei entretém a platéia assumindo o papel de narrador e de outros personagens do repertório das mais de 100 histórias criadas por ele, sempre se utilizando da mímica e de adereços como leques e lenços japoneses (Tenuguis).

O tradicional Daikagura, por sua vez, será comandado por Michiyo Kagami, artista formada no Centro de Treinamento em Artes Tradicionais Japonesas do Teatro Nacional, onde também aprendeu danças japonesas e a tocar instrumentos como o Shamisen, o tambor e a flauta.

Por fim, a apresentação de corte de papel será encabeçada por Hana Hayashiya, especialista em retratar silhuetas humanas, animais, signos do zodíaco chinês, símbolos de sorte e cenas tradicionais japonesas. Foi a primeira mulher de sua associação em 300 anos, e já se apresentou internacionalmente em Paris e Taiwan.

O evento é realizado pela Agência Nacional de Cultura do Japão e o Setor de Letras Japonesas da Faculdade de Letras da UFRJ, com o apoio do Consulado Geral do Japão no Rio de Janeiro, da Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Rio de Janeiro e da Liga das Associações Nikkeis do Rio de Janeiro.

Mais informações em Programação Cultural

Fonte: Cultura RJ