Cientistas do Instituto de Artes de Chicago  reproduziram as cores originais de uma dos mais famosos quadros de Vincent van Gogh, “Quarto em Arles”.  O quadro faz parte de uma série de três quadros de van Gogh pintados entre outubro de 1888 e setembro de 1889. Van Gogh completou a primeira pintura do Quarto em Outubro de 1888, esta é mantida atualmente em Amsterdam. Ele fez outros dois em setembro de 1889,  um está em Chicago e outro em Paris.

O quarto de Van Gogh

Quarto em Artes, 1888 – Museu Van Gogh, Amsterdã

 

Francesca Casadio, uma das responsáveis pelo projeto, comentou durante uma coletiva à imprensa que a  equipe usou uma variedade de técnicas para determinar as paletas de cores do quadro, que  incluem  os métodos convencionais tais como a investigação com microscópios estéreo, bem como técnicas mais sofisticadas como, por exemplo, a micro-fluorescência de raios-X.  Os pesquisadores descobriram após uma análise química de um fragmento microscópico tirado de uma das três pinturas do “Quarto em Arles que a verdadeira cor das paredes na imagem era roxa, ao invés do tom azul desbotado que vemos hoje.

Confira um vídeo em que Francesca Casadio fala das experiências com o quadro de Van Gogh. O vídeo está em inglês, porém há uma legenda, também em inglês, que pode ser habilitada.

 

Outro experimento, realizado anteriormente por pesquisadores belgas revelou que alguns quadros de Van Gogh estão de fato perdendo as cores. Usando uma máquina de raios-X e laser, os cientistas analisaram uma microamostra branca do quadro Campo de Trigo Verde com Ciprestes, finalizado em 1889, para descobrir a exata composição da tinta usada. Foi descoberto na cor vermelha a presença de um mineral  que vem clareando com o passar do tempo, tendendo ao branco.

Campo de Trigo Verde com Ciprestes de Van Gogh

Campo de Trigo Verde com Ciprestes, 1889

A maior coleção de obras de Van Gogh encontra-se no Museu Van Gogh, em Amsterdam.  A coleção consiste em mais de 200 telas, 500 ilustrações e 750 documentos escritos. Juntos, eles permitem entender a vida e obra desse artista. O museu contém obras primas como ” Quarto em Arles”,   “Autorretratos de Van Gogh”, “Os Girassóis” e “Os Comedores de Batatas”.  O museu possui também uma coleção sobre a história do pintor e com obras de artistas com que ele conviveu ou que ele influenciou.